"Nunca duvide que um pequeno grupo de pessoas conscientes e engajadas possa mudar o mundo; de fato, sempre foi, somente, assim que o mundo mudou."

(Fritjof Capra)

Traduzir esta página para:

domingo, 14 de agosto de 2011

Veja quem são os jovens que protestam na Inglaterra

Aplausos aos que "peitam" o "império global de jornalismo"!
A análise do sociólogo Sílvio Caccia Bava na contramão do que a reportagem da Globo News queria ouvir.


A ousadia deste sociólogo que não se deixou influenciar pelas diretrizes do editorial da Rede Globo foi sensacional. Mesmo sabendo que, certamente, não será mais chamado para entrevistas, pois, essa emissora da velha, podre e burguesa mídia não aceita ser "contrariada" e no caso específico não se cansa de chamar os jovens de Londres de marginais, vândalos, baderneiros e até de criminosos.
A astúcia do entrevistado em responder às três perguntas ardilosamente elaboradas pelos jornalistas, os quais tentaram em vão conduzir a entrevista com o objetivo que interessava para a reportagem, foi sem dúvida sutilmente inteligente. Embora sutil, o sociólogo deixa claro sua posição nas duas primeiras respostas e ainda assim houve uma terceira pergunta e cuja a resposta é um "cala a boca" ainda mais sutil e definitivo aos entrevistadores. 
Quem dera todos agissem assim diante desse tipo de jornalismo inescrupuloso dirigido pela elite e donos do poder! Talvez, seria o primeiro passo para as grandes transformações sociais que os chamados "baderneiros, marginais, vândalos", têm gritado nas ruas e praças de quase todo o planeta. Ah... e que esses gritos contagiem a tantos outros milhões de vozes e gritos por todo este mundo...  
Rosa Zamp

Este vídeo foi encontrado na excelente página da Bel Lisboa, parceira deste blog.

Obs: Queridos amigos(as) desculpem a ausência de respostas aos últimos coments e minha visita. Espero que em breve possa estar em dia com todos. Forte abraço e todo meu carinho!

4 comentários:

  1. Querida Rosa,
    nao acompanhei esse episódio, talvez porque me abstenho meio do mundo, ultimamente. É muita coisa ruim.
    Nao vi o vídeo, nao é autorizado no meu país.
    Também fico a torcer que essas vozes da justica sejam cada vez mais ouvidas aos brados. Parabéns entao pela ética do sociólogo, pelo que li em seu post.

    Boa semana, e outro grande beijo pra você também.

    ResponderExcluir
  2. É difícil achar lugares que possam propiciar uma troca de idéias. Às vezes as pessoas se balizam pelo o que os outros gostariam de ouvir. Isso é muito ruim, pois só a busca incessante pela verdade irá nos libertar. E essa busca nasce do conflito, de alguém que ousa dizer o que verdadeiramente sente, ao invés do velho blábláblá.
    Parabéns pelo seu espaço.
    Abraço

    ResponderExcluir
  3. Felizmente, para tudo há limite, A reação
    dos jovens é sempre um termômetro, quando
    nada vai a contento. De épocas em épocas, surgem
    movimentos dessa natureza. É necessário conhecer
    a política do país, as mudanças, as intolerâncias.
    Não vi a entrevista, mas venho acompanhando o desenrolar do movimento, em Londres e agora, em
    outra cidades inglesas. A BBC e a CNN vem mostrando, ao vivo. Tem-se bem a ideia do que
    se passa na Inglaterra...total insatisfação..
    Um abraço, rosa

    ResponderExcluir
  4. Rosa querida, compartilho com você a felicidade de celebrar 1 ano de existência do Projetando Pessoas, amanhã, 24/08! Venha brindar comigo!
    bjs Sandra
    http://projetandopessoas.blogspot.com//

    ResponderExcluir

Suas palavras são mais importantes que as minhas...